Durante toda a sexta-feira (1º), investigadores da Delegacia da Polícia Civil de Realeza prenderam cinco pessoas em flagrante pela prática de crimes de furto e receptação.
Na madrugada do dia, houve um furto de gado na propriedade localizada na zona rural, na Linha Boa Esperança, cidade de Realeza.
Comunicado o furto, os investigadores da Polícia Civil, Balzan e Krieger, imediatamente iniciaram as investigações. Há dias os investigadores estavam investigando os furtos de gado que estavam acontecendo no interior do município de Realeza.
Após as primeiras diligências, chegou-se ao nome de Adriano de Jesus Moreira da Silva, morador de Santa Izabel do Oeste, como sendo um dos autores do furto, e que o gado furtado já estaria no Frigorífico Abampel, localizado no município de Ampére, de propriedade de Adílio Ghizoni.
Os dois investigadores se deslocaram até o frigorífico, tendo Adílio confessado que adquiriu o gado pela quantia de R$ 924,00, sendo que tal gado tinha sido trazido por três indivíduos.
Os investigadores (com o auxílio do Sargento Nilson e dos Soldados Frigeri e Everton, de Santa Izabel do Oeste) encontraram Adriano de Jesus, que confessou ter praticado o furto, junto com Adriano de Lima, sendo que o responsável pelo transporte do gado furtado seria Luiz de Lima, e que Douglas Michel de Lima o auxiliava na venda do gado furtado.
Os policiais militares também auxiliaram na captura de Douglas Michel de Lima. Na Delegacia, Adriano de Jesus, vulgo “Assolan”, confessou a prática de outros sete furtos de gado.
Interrogado, Adriano de Lima, acompanhado de um advogado, disse que só iria se manifestar em juízo. Luiz de Lima, pai de Douglas Michel de Lima, confessou que fez o transporte do gado furtado até o Frigorífico Abampel.
Douglas Michel de Lima admitiu que auxiliou na negociação da venda do gado. Também em interrogatório, Adílio Ghizoni, proprietário do Frigorífico Abampel, confessou que adquiriu o gado.
fonte: (http://www.radiocluberza.com)