Depois de ser afastado liminarmente pelo Ministério Público da Comarca de Chopinzinho de suas funções de diretor auxiliar no Colégio Estadual Tancredo Neves, em São João, o vereador Ivan Carlos Carpendo (PMDB) conseguiu suspender à liminar junto ao tribunal de Justiça do Paraná.

A decisão a favor do vereador e diretor foi dada na última quarta-feira (23/05), mas chegou ao seu conhecimento na segunda-feira (28/05). Na denúncia, o vereador teria sido acusado por oferecer vantagens indevidas (pagamento de combustível para viagens de formatura, jantares e bebidas) aos alunos em troca de votos.
A denúncia foi recebida pelo promotor de Justiça de Chopinzinho, Luciano Mateus Rahal que afastou o vereador de suas funções na escola. A decisão no Tribunal de Justiça reconduzindo o vereador no cargo de diretor foi dada pela Juíza Substituta, Astride Maranhão de Carvalho Ruthes.
Mesmo tendo retornado a função, Carpenedo continua respondendo na Comarca de Chopinzinho a um processo cível e, se condenado, pode ter seus direitos políticos cassados, entretanto já apresentou defesa. Por enquanto não sofreu nenhuma punição estando inclusive apto a disputar as eleições deste ano. "Estou apto a disputar qualquer cargo eletivo, ainda não fui condenado a nada", disse.
fonte: (http://www.noticiaspoliciais.com.br)