Uma adolescente de 17 anos foi encontrada morta no interior do município de Barracão, região de fronteira, nesta sexta-feira (03/08), por volta das 12h30. O corpo da vítima, identificada como Mirian Vargas Jacques, foi encontrado por seu próprio irmão Fabio Vargas Jacques, que acionou a polícia.

O fato ocorreu na comunidade de Linha São Pio XII. Fabio contou que resolveu ir encontrar a irmã que retornava da aula, quando se deparou com o corpo. Ela foi atingida com uma pedrada nas costas e um tiro no braço esquerdo. A vítima estava semi- nua, mas não apresentava sinais de ter sido violentada sexualmente.
Logo após a localização do corpo, com base em informações de populares, um homem acusado pela autoria do crime foi preso pela Polícia Militar. Trata-se de Valdemar Alves Brizola, conhecido por “Bode”, morador na comunidade. Em conversa com a polícia, o acusado confessou o crime, mas disse que teve ajuda de um homem conhecido apenas como “Castelhano”, funcionário de uma empresa de calçamento.
O motivo, segundo ele, foi por que a adolescente não aceitou iniciar um namoro. “Fui até a beira da estrada e quando ela passava pedi se queria namorar comigo, ela disse que não e tentou correr jogando o material no chão, daí dei uma pedrada nela e ela caiu desmaiada. Depois arrastei o corpo uns 150 metros da estrada e o outro atirou”, contou Valdemar. Ele foi levado a Delegacia de Polícia de Barracão.
O segundo acusado pelo crime não foi encontrado pela polícia, nem sequer a arma usada. O corpo da adolescente, depois da perícia, foi encaminhado ao IML de Francisco Beltrão.
fonte: (http://www.diariodainformacao.com.br)