No dia 27 de janeiro de 2013 a população brasileira acordou com a triste notícia de que mais de 200 pessoas haviam morrido em razão de um incêndio ocorrido no interior de uma casa noturna, na cidade de Santa Maria, interior do estado do Rio Grande do Sul.

O incêndio na boate Kiss, no centro de Santa Maria, começou entre 2h e 3h da madrugada de domingo, quando a banda Gurizada Fandangueira, uma das atrações da noite, teria usado efeitos pirotécnicos durante a apresentação. O fogo teria iniciado na espuma do isolamento acústico, no teto da casa noturna.
Sem conseguir sair do estabelecimento, mais de 200 jovens morreram e outros 100 ficaram feridos. A tragédia teve repercussão internacional, mas não é preciso ir muito longe para encontrar relatos dos sobreviventes.
Em contato por telefone, Luiz Felipe Mufatto, que hoje é visto como sobrevivente, nos conta como uma noite que era para ser um momento de diversão entre amigos acabou marcada como a maior da história do Rio Grande do Sul e o maior número de mortos nos últimos 50 anos no Brasil.
fonte: (http://www.diariodainformacao.com.br)

Confira abaixo a entrevista.