Depois de muitas diligências e um intenso trabalho de investigação, a Polícia Civil de Francisco Beltrão conseguiu elucidar o crime de latrocínio que ocorreu na madrugada de segunda-feira (07), onde foi vítima o taxista Luiz Tozetto Ciquelero, 62 anos, morto a facadas.
Nesta terça-feira (08) foram presos em Francisco Beltrão, quatro rapazes acusados pelo crime. No bairro Padre Ulrico a polícia localizou Sidimar Francisco Motta, 18 anos, e Edison Neves de Lima, 19 anos. No Bairro Pinheirinho foi preso Henrique Antonio Baiotto, 19 anos, e no São Miguel foi encontrado Lucas Ricardo Tormes Leal, 18 anos.
Os quatro tiveram prisão temporária expedida pela justiça, foram autuados em flagrante e permanecem recolhidos junto ao setor de carceragem temporária da 19ª SDP. Ainda na noite desta terça-feira (08), os quatro foram apresentados à imprensa. Na ocasião, o delegado chefe da 19ª SDP, David Ricardo Passerino prestou todas as informações sobre o trabalho policial que resultou na prisão dos envolvidos.
Segundo ele, os quatro se encontraram um bailão no Bairro Alvorada e decidiram praticar o roubo. O taxista, que havia sido contratado para levar algumas mulheres para casa, resolveu voltar ao bailão e foi o alvo do quarteto. Depois de solicitar a corrida, os quatro embarcaram no táxi e pediram que Luiz seguisse pela PR 483 sentido Realeza. Logo em seguida, Sidimar que estava no banco traseiro deu uma “gravata” no taxista e Lucas pegou uma faca, da própria vítima, dando a primeira facada. Já na estrada do KM 08, Luiz foi tirado do carro e Edison deu mais dois golpes. Mesmo com os ferimentos o taxista tentou fugir, mas foi dominado por Sidimar que o golpeou mais três vezes, provocando sua morte. Segundo Henrique, o taxista implorou várias vezes pra não ser morto.
Na sequência pegaram o dinheiro, um total de R$ 130,00, aparelho celular e o veículo que, segundo Lucas, seria vendido em Foz do Iguaçu ou trocado por droga. Entretanto apavorados com a situação erraram o trevo em Capanema e seguiram na direção contrária quando, próximo a Ponte do Rio Capanema, na BR 163, bateram o veículo que foi abandonado com um pneu estourado. De lá conseguiram carona e retornaram à Francisco Beltrão ainda na segunda-feira (07).
A investigação começou a dar resultado a partir de informações prestadas por uma pessoa ligada a um dos envolvidos, que teria providenciado o retorno dos quatro à Francisco Beltrão na segunda-feira (07), pela manhã. Conforme a polícia, os fatos foram sendo ligados e dentro de poucas horas foram expedidos os mandados e prisão, cumpridos na sequência. Par ao delegado Passerino, além dessas informações, o esforço do delegado adjunto Wellington Daikubara e os investigadores da Seção de Investigações e Capturas (SIC) foi de fundamental importância para elucidar o crime.
Apesar da prisão, algumas diligências ainda serão feitas pela polícia com intuito de encontrar o celular da vítima, que teria sido jogado na rodovia durante a fuga e a faca usada no crime. Também será investigada a possível participação de Lucas e Sidimar no assalto ao taxista Luís Corti, também em Francisco Beltrão. Numa conversa informal os dois acusados disseram que o carro foi abandonado próximo a Campo Erê (SC), depois de ser envolvido num acidente, porém nunca foi encontrado.
fonte: (http://www.diariodainformacao.com.br)