O crime ocorreu no dia 25 de maio. A vítima foi esfaqueada e teve o corpo queimado.A Polícia Civil de Barracão, na tríplice fronteira, elucidou o crime onde foi vítima a jovem Luciana da Silva Lubacheviski, morta no dia 25 de maio.
Conforme o delegado Sandro Spadotto Barros, que conduziu a investigação, o crime foi praticado na casa da vítima em Dionísio Cerqueira (SC). Ela foi morta a facadas pela colega Loreci Borth com ajuda de seu irmão Valdir Borth, pai do feto.
Depois de cometer o homicídio, os irmãos chamaram José Odair de Oliveira, conhecido como Negão ou Curitiba, que emprestou seu veículo (Gol) para transportar o corpo. Antes de levar até a comunidade de Linha Campinas, os assassinos pararam num posto em Barracão e compararam gasolina.
Também foi identificado um quarto suspeito identificado como Odair de Souza. Esse teria alugado o bar do Ivo no Bairro Três Fronteiras em Dionísio Cerqueira (SC). Contra ele foi verificado um mandado de prisão pela prática de homicídio na cidade de Mairiporã (SP).
Os quatro tiveram mandados de prisão temporária expedido pela Juíza de Barracão, Branca Bernardi. Todos encontram-se recolhidos junto ao setor de carceragem temporário da Delegacia de Polícia de Santo Antonio do Sudoeste.
fonte: (http://www.noticiaspoliciais.com.br)