Existem pelo menos 5 evidências científicas sobre os benefícios da sauna. Essa prática, que em 4.000 antes de Cristo (a.C.) já era comum entre os egípcios, ajuda a eliminar toxinas, renova o aspecto da pele e reduz o nível de estresse. Saiba mais sobre estes e  outros benefícios que os banhos de sauna oferecem.

Antes, é bom que se esclareça de onde vem essa expressão. O nome “souna” vem da língua finlandesa. Apesar de não ter sido inventada pelos finlandeses, a sauna é um elemento essencial na cultura do país. Até hoje a sauna terapêutica desenvolvida na região da Escandinávia, especificamente na Finlândia, é usada para tomar banho, ajuda a curar doenças e ainda serve como ambiente para o parto. A paixão nacional finlandesa é mais que um lugar para relaxar, o calor que provoca o suor também é pensado para melhorar muitos problemas de saúde como hipertensão, fadiga, dor, e até mesmo vício.

Há vários estudos sobre os benefícios trazidos pela sauna:

1 – Ameniza os sintomas de fibromialgia

O Departamento de Reabilitação e Medicina Física na Universidade de Kagoshima, no Japão, desenvolveu um estudo com 44 mulheres que tinham sintomas de fibromialgia (fadiga, dores e sensibilidade nas articulações, tendões e tecidos moles). Três dias por semana, os pacientes participavam de sessões de sauna, combinados com duas sessões de exercícios aquáticos. O resultado mostrou que a combinação entre as duas práticas a qualidade de vida e os sintomas de fibromialgia melhoraram nos pacientes.

2 – Ajuda a combater a hipertensão

Pesquisa realizada pelo Centro Cardiovascular e Prevenção na Universidade de Montreal, Canadá, indicou que o exercício físico combinado com a sauna melhora os sintomas de hipertensão. No entanto, sair da sauna e ir de imediato ao banho gelado não é indicado, isso pode aumentar o risco de arritmias cardíacas.

3 – Melhora a resistência

Cientistas da Nova Zelândia comprovaram que os corredores de longa distância que utilizavam a sauna, aumentaram seu tempo de corrida até a exaustão em 32%. Isso acontece porque o volume de plasma e hemácias após o uso da sauna aumentou 7,1% e 3,5%. A pesquisa mostrou que o uso desse ambiente após os exercícios é aconselhável para aumentar o fluxo sanguíneo, além de melhorar a resistência.

4 – Melhoras nos efeitos do resfriado

Um experimento realizado pela Universidade de Viena, na Áustria, dividiu 25 pacientes que usaram a sauna, e 25 que não utilizaram, para determinar se o uso da sauna tem algum impacto no desenvolvimento de um resfriado comum. Durante um período de seis meses os grupos foram analisados. A conclusão final do estudo foi que o grupo que usou a sauna teve uma incidência muito menor de constipação.

5 – Desintoxicação

Pesquisas já confirmaram que a transpiração em uma sauna pode ajudar a desintoxicar o corpo de agentes tais como o ácido láctico, o sódio e o ácido úrico, que acumulam em nosso organismo. Na sauna ocorre o aumento do fluxo sanguíneo, melhorando a oxigenação do sangue, e consequentemente, contribuindo para  a dissolução de agentes tóxicos. Na pesquisa da Southwest College of Medicine Naturopathic em Tempe, Arizona (EUA), a sauna foi comprovada como um componente eficaz de purificação e limpeza, para expelir substâncias químicas do corpo.
Existem os críticos aos procedimentos que envolvem sauna, principalmente em relação aos benefícios cardíacos. Além disso, a sauna, apesar de apresentar tantos benefícios, o ambiente de vapor, fechado e de
elevada temperatura, não agrada a todas as pessoas. O local pode causar uma sensação desagradável devido ao calor excessivo, irritação nos olhos por conta da temperatura, dilatação dos vasos deixando a pele vermelha e sensível, queda na pressão, além dos problemas para respirar dentro do ambiente.
Assim, use a sauna com a ciência de seu médico e certifique-se da higiene do local onde você costuma frequentar.