Com certeza a sua mãe (e também a mãe da sua mãe) já te falou essa frase: “saia de perto da TV, pois estraga a vista!”Será que ficar assistindo televisão a uma curta distância prejudica mesmo a visão? Saiba mais sobre 10 mitos ligados à oftalmologia, de acordo com o Instituto Benjamin Constant.


1) Ver televisão de perto pode prejudicar a visão?

Ver TV de perto pode provocar cansaço ocular por forçar a acomodação e a convergência, mas não traz prejuízo para a visão. O ideal é assistir à televisão a uma distância de pelo menos 2 metros e sempre com o local iluminado. A radiação emitida pela televisão é mínima, não causando danos aos olhos.

2) O computador estraga a visão?

Não há nenhum estudo científico comprovando que os computadores são prejudiciais aos olhos. A quantidade de radiação ultravioleta emitida pelo computador está bem abaixo daquela que provoca catarata e outras doenças oculares, mesmo após um longo período de exposição. Entretanto, uma variedade de sintomas como , dor de cabeça, ardor, lacrimejamento e visão embaçada  podem ocorrer após o uso excessivo do computador. Por isso, recomenda-se um descanso de 10 minutos para cada hora de trabalho à frente do computador. É importante uma avaliação oftalmológica para avaliar a necessidade de uso de óculos e observar a distância correta do monitor e do texto, boa iluminação e postura correta, para minimizar o cansaço provocado pelo uso excessivo do computador.

3) Ler em automóvel pode provocar descolamento de retina?

Não.  O movimento em qualquer meio de locomoção não causa deslocamento de retina. Porém não se recomenda a leitura em movimento, pois o esforço visual será maior, podendo levar a um cansaço visual e provocar dor de cabeça e dor ocular.

4) Ler no escuro é prejudicial?

A iluminação ruim cansa os olhos mais depressa, porém não deixa seqüelas.

5) Quem força a vista acaba precisando de óculos?

O esforço para enxergar é conseqüência, jamais causa, dos chamados defeitos de refração, como a miopia. Esses distúrbios normalmente são genéticos e, portanto, nada tem a ver com seus hábitos.

6) Vista cansada é mais freqüente nas pessoas que lêem muito?

Não.  A chamada  vista cansada ou Presbiopia aparece em torno dos 40 anos, independente da pessoa ter ou não lido durante a adolescência. Com o passar do tempo o cristalino vai, aos poucos, perdendo o poder de acomodação e ocorre uma dificuldade para perto, sendo então preciso usar óculos.

7) Olhos claros são mais sensíveis à luz?

A sensibilidade excessiva à luz tem a ver com pigmentos da retina, não da íris, e com a dilatação da pupila, um orifício igual em olhos de qualquer cor.

8) Lavar os olhos com água corrente é bom para quem tem olho seco?

Não, o olho seco é uma alteração ocular, onde ocorre uma diminuição da produção de lágrima. Várias são as causas de olho seco, sendo muito freqüente, associado a doenças reumáticas. A idade e alguns medicamentos como os betabloqueadores, antidepressivos, diuréticos, antialérgicos, também podem provocar uma diminuição do filme lacrimal. O tratamento inicial é colírio lubrificante para evitar lesões na córnea. Nos casos mais graves pode haver a necessidade da obstrução do ponto lacrimal, que pode ser temporária ou definitiva.

9) Limão clareia os olhos?

Não, o limão é totalmente contra indicado para uso ocular, pois pode provocar irritação, podendo ocasionar até úlceras de córneas. Para aliviar os sintomas provocados por irritação, recomenda-se colírios anti-sépticos ou soro fisiológico.

10) É verdade que anel quente é bom para curar terçol?

Não, esta é uma velha crença popular, só tem valor histórico. Compressas quentes são muito mais eficazes.