A pior dor que podemos sentir em nosso corpo varia de pessoa para pessoa.
Segundo a Associação Internacional para o Estudo da Dor, a dor é uma experiência sensitiva-emocional que tem dois fatores envolvidos: um componente físico objetivo (a experiência sensorial da dor) e outro subjetivo (a experiência emocional).
Portanto, somente o paciente pode dizer qual a intensidade de sua dor. Além disso, cada pessoa possui uma tolerância diferente. É comum que entre os homens a dor campeã seja a cólica renal, sobretudo quando as pedras localizadas nos rins se movimentam para a uretra. Já entre as mulheres a dor do parto natural é a mais difícil de suportar, devido às contrações fortíssimas que muitas vezes estendem-se por horas a fio.
Dizem que dores provenientes de traumas severos, como por exemplo, fraturas expostas, são bloqueadas neurologicamente. É muito comum ver pessoas nessas situações conversando normalmente.
Apesar de tantas particularidades, ainda assim é possível elencar as enfermidades classificadas como as mais intensas de todas. Veja quais são:
1. Cólica renal (pedra nos rins)
2. Cólica biliar (pedra na visícula)
3. Lombalgia aguda (dor nas costas muito forte)
4. Neurite herpética (herpes zoster, doença causada pelo mesmo vírus da varicela)
5. Gota
6. Hipertensão intracraniana
7. Enxaqueca crônica
8. Dor de dente (abscessos)
9. Dor de parto normal
10. Infarto