As embalagens de alimentos mentem pra você na hora de informar a quantidade de calorias por porção. É o que advertem os cientistas. Eles vão além: a maior parte dos dados nutricionais nos rótulos se baseia em dados científicos ultrapassados, datados do século 19.
Para se ter uma ideia, um estudo recente mostrou que em vez de 170 calorias por porção de amêndoas cruas, apenas 129 são absorvidas. Já quando ingerimos alimentos processados, como cereais açucarados, o número de calorias pode ultrapassar o indicado nas embalagens.Experimentos mostraram que ratos que foram alimentados com batata-doce crua perderam mais de 4 gramas e os que receberam o mesmo alimento cozido, nas mesmas quantidades, engordaram.
A forma como o alimento é cozido e o metabolismo individual, faz uma grande diferença em como essas colorias serão absorvidas por cada organismo. Outro problema é que, mesmo se o alimento é preparado da mesma forma, cada indivíduo digere de forma diferente, graças ao tipo e abundância de bactérias que existem em seu intestino. Uma pessoa obesa, por exemplo, pode ter excesso de certos tipos de bactérias intestinais, tornando-a mais eficiente na absorção de calorias. Rob Dunn, biólogo da Universidade do Estado da Carolina do Norte, nos EUA, reforça que o atual sistema de cálculo de calorias é absolutamente desatualizado.
À revista Scientific American, ele afirmou: “No final, todos nós queremos saber como fazer as escolhas mais inteligentes no supermercado. Contar apenas as calorias nos rótulos é uma medida simplista para ter uma dieta saudável”. Em vez de contar calorias, uma maneira mais confiável de perder peso pode ser a de manter os alimentos crus no prato, por serem mais difíceis de digerir.
Um sanduíche de queijo feito com pão integral é mais difícil de digerir do que um pão branco, por exemplo. Como resultado, o primeiro tem 10% a menos de calorias. Especialistas em alimentos também alertam que a rotulagem de calorias que já dura décadas ignora o teor de energia das fibras. Isso implica, por exemplo, que uma tigela média de farelo de cereal, contém um extra de 20 calorias.