Se você já tem estrias, vai ser bem difícil se livrar delas. Mas é possível evitar que novas ranhuras na pele apareçam.Basta seguir algumas dicas que não são mágicas e exigem mudanças de hábito.

Má alimentação e sedentarismo

Nós somos o que comemos. Mandar ver em carboidratos simples (como doces), sal e gorduras, favorece a retenção de toxinas que prejudicam a qualidade da pele. Combinada com a falta de atividade física causa a diminuição da elasticidade cutânea, o que, por sua vez, provoca o rompimento do tecido e, consequentemente, a formação de estrias. Coma refeições completas e balanceadas. Faça exercícios ou mesmo caminhadas leves.

Efeito sanfona

Sabe essas dietas que prometem milagres? Você seca rapidamente, mas depois ganha até mais do que perdeu… Engordar e emagrecer de maneira muito rápida leva ao estiramento das fibras elásticas abruptamente. Ao mudar abruptamente de medida, não há tempo suficiente para que essas fibras se acostumem a sua nova forma e acabam formando as marcas.

Falta de hidratação

O ressecamento colabora para o surgimento de rupturas que dão origem às estrias. Use hidratantes e sempre beba muita água.

Uso de corticoide
Os corticoides, remédios usados para diversos tratamentos, inclusive de doenças respiratórias e alergias,  causam o afinamento e enfraquecimento das fibras da cútis, por isso eles devem ser tomados apenas com orientação médica.

Disfunção hormonal

O efeito do estrógeno e da progesterona combinado com o cortisol altera as fibras elásticas da pele. O próprio cortisol, se produzido em excesso, enfraquece as fibras de colágeno e elastina. Além disso, os hormônios também podem estar ligados à oscilação de peso, outro causador das temidas marquinhas.

Falta de cuidados na gravidez

As marcas que atingem grande parte das futuras mamães surgem só para as que não seguem uma dieta regrada e não praticam exercícios regulares e sofrem com excesso de peso e, consequentemente, no aparecimento das estrias.