O ex-prefeito de Realeza e ex-assessor especial da Casa Civil Eduardo Gaievski (ex-PT), que está preso desde o dia 31 de agosto no centro de triagem da Polícia Civil, foi transferido ontem, às 10 horas da manhã, para a Casa de Custódia de Curitiba. Ele responde a um processo criminal que contém denúncia de 38 crimes sexuais, dentre os quais pelo menos 17 teriam sido praticados com meninas menores de 14 anos.

Consta no processo que Gaievski foi denunciado pela prática, supostamente, dos crimes de estupro de vulnerável (crianças menores 14 anos), estupro qualificado, assédio sexual, assédio sexual qualificado e delito de responsabilidade por ter usado um carro da prefeitura. O pedido de habeas corpus foi negado pelo Tribunal de Justiça no dia 2 de setembro.
Ontem, Gaievski foi escoltado por policiais civis, com as mãos algemadas e seguiu de camburão até o local.
A Casa de Custódia localiza-se na Cidade Industrial de Curitiba, tem as mesmas características de um presídio e foi construída de acordo com os padrões de prisões norte-americanas. O uso de material pré-moldado e de blocos de concreto impede a escavação de túneis, dificultando ainda mais as fugas. É um estabelecimento penal de segurança máxima, destinado a presos provisórios do sexo masculino e está sendo destinado exclusivamente para encarceramento de homens autores de crimes contra a mulher.
Gaievski deverá ficar em uma cela individual enquanto aguarda decisão judicial sobre o novo pedido de reversão da prisão.
No estabelecimento, é oportunizado ao preso receber assistência jurídica, psicológica, social, de saúde, religiosa, além de desenvolver atividades que propiciam a reintegração social.
A imprensa da capital tem publicado nos últimos dias em alguns sites que o ex-prefeito está em depressão, que se encontra profundamente abalado com sua situação, e que ameaça denunciar supostas falcatruas do PT.
A defesa está aguardando o julgamento do mérito do pedido de reversão da prisão preventiva que ainda não tem uma data específica para ocorrer.
fonte: (http://www.jornaldebeltrao.com.br/)