O filho do ex-assessor da Casa Civil Eduardo Gaievski foi preso na tarde de ontem (23). André Willian Gaievski, de 19 anos, é suspeito de coagir as testemunhas do processo em que o pai é acusado de estupro de vulneráveis para que desistam da denúncia.
O advogado, Fernandes da Silva Borges, também foi preso. Eles estavam indo para a cidade de Beltrão com algumas das testemunhas no carro.
O processo, que corre em segredo de justiça, traz 38 fatos de abuso com 23 vítimas. Com 17 meninas os crimes teriam acontecido mais de uma vez. Uma das garotas, que na época tinha 14 anos, falou em depoimento que Gaievski pagava até R$ 200 e oferecia empregos na prefeitura em troca de sexo.

As investigações foram realizadas durante três anos. Gaievski foi preso no mês de agosto em Foz do Iguaçu e todos os pedidos de liberdade feitos pelos advogados foram negados. Ele segue preso em Curitiba, mas a informação é de que ele será transferido para Beltrão nos próximos dias.

O ex-assessor foi prefeito de Realeza, entre 2005 e 2012. Em Brasília ele era encarregado de coordenar programas sociais, como o combate ao crack. O ex-assessor da Casa Civil também foi acusado, mesmo preso, de intimidar testemunhas. Logo após a prisão, Gaievski foi afastado da Casa Civil e desfiliado do Partido dos Trabalhadores.
fonte: (http://www.laercioandre.com.br)