O motorista Nelson Lanfredi, 58 anos, acusado de causar um acidente com uma vítima fatal na tarde desta segunda-feira (11) na rodovia PR 182 em Francisco Beltrão foi preso pela Polícia Rodoviária Estadual (PRE) em Realeza.


Na delegacia de Realeza, um caminhoneiro que foi testemunha do acidente, e pediu para não ser identificado pela imprensa, prestou depoimento relatando o que viu no momento do ocorrido.

O caminhoneiro-testemunha seguia sentido a Realeza, quando Nelson, que conduzia uma carreta Bitrem Volvo, o podou em local não permitido, em faixa dupla. No sentido contrário, na terceira pista seguia uma carreta e um carro Onix na faixa ao lado, sentido a Francisco Beltrão.

Foi quando o caminhoneiro-testemunha freou para que Nelson retornasse a sua pista e não colidisse também na sua carreta. A testemunha acredita que o condutor do carro ao tentar desviar acabou colidindo na lateral da carreta que seguia ao seu lado. Ele viu pelo retrovisor que o carro rodou na pista, mas não chegou a ver o restante do acidente.

Nelson seguiu viagem, e foi seguido pela testemunha que informou a placa e características da carreta para a PRE. O acusado de causar o acidente entrou no pátio de um posto de combustível, mas não chegou a parar. Ele foi abordado em frente ao posto da polícia rodoviária de Realeza, na rodovia PR 182.

Logo que foi indagado se Nelson havia conhecimento do acidente, ele negou, e disse que fez algo errado na rodovia, se referindo à ultrapassagem em local proibido, dizendo ainda que estava com problema nos freios do veículo. Ele foi encaminhado até o posto da polícia para esclarecimentos.

O caminhoneiro-testemunha afirmou que Nelson estava a mais de 100 km/h, e já havia cometido outra infração podando outros veículos em uma curva momentos antes do acidente.

Nelson Lanfredi foi detido e encaminhado com a testemunha até a Delegacia de Realeza para prestarem depoimentos. Nelson ficou preso em Realeza e será encaminhado na terça-feira para Francisco Beltrão, onde reside. Ele poderá responder pelos crimes de homicídio culposo ou doloso, e por omissão de socorro, além da infração de trânsito.

O acidente

O acidente ocorreu por volta das 17h30 da segunda-feira (11), na rodovia PR-182, em Francisco Beltrão. A colisão envolveu um veículo GM Onix, placas Chapecó (SC), um caminhão Scania 124, placas de Santa Catarina e um caminhão que tracionava um Rodotrem, placas de Marmeleiro, que seguia sentido Francisco Beltrão a Ampére.

Segundo as primeiras informações, o caminhão placas de Marmeleiro fez uma ultrapassagem perigosa, provocou o acidente e fugiu do local, sendo detido somente pelos policiais do posto de Realeza após ser seguido por um motorista que presenciou os fatos.

No local, duas pessoas que estavam no carro sofreram ferimentos graves e o passageiro que estava no banco traseiro identificado como Ismael da Silva, 27 anos, morreu na hora. Os feridos foram encaminhados ao hospital. Após levantamento realizado pela Criminalística, o corpo de Ismael foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML).

Segundo o motorista do caminhão Scania envolvido no acidente, o veículo Onix, foi atingido pelo caminhão Rodotrem e após rodar na pista foi atingido pelo seu caminhão. O condutor do Onix não teve alternativa de acordo com o motorista do Scania e um motorista que seguia atrás e foi testemunha do acidente.
Com informações do Plantão Policial FB.

Fonte (http://www.radiocluberza.com.br/)